Atualmente, para se obter maior entrosamento entre dono e cão, surge-se atividades para entrelaçar ainda mais essa relação.  A mais nova  surgiu nos EUA chamada Agility, ela testa a capacidade de obediência e inteligência do cão, além da interatividade com o dono. Além de outra que testa exclusivamente a obediência canina: o Schutzhund.

Com estas e tantas outras atividades existentes, todos beneficiam-se: os cães, que exercitam-se mais, convivem mais  tempo  com seu dono e com outros cães; e os donos que aumentam sua influência sobre o cão e enfatizam sua dominância sobre ele.

O interesse sobre estas atividades não é pequeno, há um número alto de interessados em inscrever-se e participar das mesmas. Isso revela que o alto índice de cães bem treinados e obedientes tende a aumentar cada vez mais.


A inteligência dos cães dividem-se em três categorias de acordo com o livro “A inteligência dos cachorros”:

  • Inteligência Adptativa: ou de aprendizagem é a capacidade que o cão possui de resolver problemas, ou seja, é a capacidade de interligar causa-efeito;
  • Inteligência Instintiva: está ligada diretamente à herança genética, ao que está contido no genes;
  • Inteligência de Obediência: é a capacidade de obedecer ordens.

Segundo o livro o ranking segue da seguinte forma:

  1. Border Collie;
  2. Poodle;
  3. German Shepherd
  4. Golden Retriver
  5. Doberman Pinscher
  6. Shtland Sheepdog
  7. Labrador Retriever
  8. Papillon
  9. Rottweiler
  10. Australian Cattle Dog

Estes cães aqui relacionados normalmente necessitam apenas de cinco repetições do novo comando para entendê-lo.





CONTINUE NAVEGANDO: