Como acalmar cachorros muito agitados e que latem muito



Quem gosta de carinho, alegria e companheirismo? Se você é uma dessas pessoas, eu pergunto, você tem um cão?

Ter um cachorro em casa é certeza de ter tudo isso! Mas, existem exceções, na parte da alegria, quando aquele abençoado pet é agitado e late por tudo!

Ter um animal, seja ele qual for, requer dinheiro, espaço e dedicação. Principalmente para os bichinhos que não tem a natureza de serem tranquilos. A “Etologia”, que é uma especialidade da biologia, no estudo do comportamento dos animais, tem vários estudos sobre isso, ajudando na relação entre o dono e o seu pet e até na própria saúde do seu queridinho de extimação.



Quem tem, já teve, ou conhece alguém que tenha um “pincher”, sabe muito bem daquilo que eu estou falando. Em particular, o meu falecido pai tinha um, que nem eu e nem ninguém da família conseguia nem chegar perto dele que o “Bidu” já ia pra cima. Nós tínhamos o costume de pedir “bença”, que para quem não sabe, se beija a mão dos mais velhos em sinal de respeito. Pois com o meu pai, quando aquele tranqueirinha estava no colo dele, isso não era possível, ele avançava mesmo! E olha que tem raças “piores” que o eles.

Estou falando da espécie, que foi desenvolvida para caça e para estar sempre em alerta, chamada “Golden Retriever”. Eles são muito inteligentes e estão sempre prontos para aprenderem novos truques. Eles são muito utilizados como cão-guia, adoram ajudar e agradar os donos. O Golden é muito ativo e são ótimos nadadores. Juntando tudo isso, eles caíram na popularidades de muitas famílias.



Leia também:  Por que os cães roem tudo o que vêem pela frente?

Existem outras raças que se enquadram nesse modelo de cão, onde a sua principal característica, é ser agitado e sempre ativo. Como é o caso do Pastor Alemão e o Pastor Belga, do Labrador, do Border Collie, Pit Bull, Terrier, etc.

Isso não acontece somente com cães de raça, como os mencionados acima, existem os “vira-latas” e os “rasga-sacos”. Tratados muitas vezes apenas como “cachorro de rua”, eles podem ser mais agitados e protetores que os de pedigree, mas não os impedem de dar um baile nos outros amigos de calda e fazerem aquela noite tranquila, virar um verdadeiro caos!

Mas existem exceções, tanto daquelas raças ditas tranqüilas quanto as mencionadas aqui. Tudo pode varias, desde a atenção do seu dono, do espaço em que eles vivem e até mesmo, e principalmente, da sua alimentação.

Existem relatos de raças mais tranqüilas, como o Basset Hound, Pug, São Bernardo, Shar Pei, Bloodhound, Akita Inu, entre outros, que deixaram as suas características tranquilas, e se tornaram um verdadeiro “Bicho no mato”. Tudo por causa da maneira que foi criado e de onde está sendo criado. Geralmente, os donos têm pouco tempo para as suas brincadeiras e o espaço onde vivem é pequeno. Resultado disso, pulos, mordidas, latidos que não param, móveis destruídos e muitas outras travessuras.

Quer acalmar o seu bichinho? Então fica a pergunta, você está dando a devida atenção ao seu pet? Os cachorros devem passear, gastar energia, brincar!

Para os passeios com os cães, devemos lembrar que, eles tem pelos, ou seja, sentem mais calor que nós, por isso, passeios são recomendados em dias de temperatura mais baixa, ou, naqueles dias de calor, antes das 10 horas ou após as 18. Nunca esqueça de dar água ao bichinho, antes mesmo de ver a língua do seu amigo pra fora da boca!

Leia também:  Evite dar guloseimas para seu cachorro desde cedo (chocolate, bolachas entre outros doces)

Dentro de casa ou no ambiente do seu “cachorro agitado”, deixe mais brinquedos, coisas que ele gosta de brincar. Existe no mercado um tipo de brinquedo que você coloca ração ou aqueles petiscos dentro. O cheiro o levará a ficar mais com esse objeto, onde no final, vem uma comidinha como recompensa e muita energia gasta nessa brincadeira.

Reserve um tempo, em particular para o seu animal, ele gosta de você e gosta de estar com você.

Caso você não tenha todo esse tempo, existem pessoas que trabalham diariamente com isso, levando os cães para brincar e passear, chamadas de “babás caninos”. Já existem creches para pet, onde exercícios e convivência com outros amigos de quatro patas, ajudam bastante na socialização daquele animal.

Para finalizar, nem preciso mencionar que a visita a um veterinário deve ser frequente, o cuidado com a saúde dele é tão importante quanto a sua!

E além disso, esse profissional pode detectar outras anomalias que nós, não tendo estudo, não sabemos. Um cachorro ser hiperativo, pode estar relacionado a problemas hormonais e biológicos, onde exames específicos e rações adequadas podem ser de grande ajuda.

Seja qual for o sexo, a raça ou o nome do seu cão, ele precisa de carinho e atenção, mesmo porque, “o cachorro é o melhor amigo do homem”.

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *