Raças de Cachorro que Mais tem Gases

Saiba aqui quais são as raças de cachorro que soltam mais gases.

Você já esteve próximo ao seu querido pet, e notou que ele começou a cheirar muito mal? É porque assim como nós, eles peidam! Entenda.

Nem sempre é um motivo de muita preocupação, alguns cachorrinhos simplesmente têm uma tendência maior a acumular gases.

Muitas vezes, você sequer sabe de onde veio o cheiro. Não, o culpado não foi nenhum de nós, humanos. Cachorros também peidam! A diferença é que muitas vezes o seu animalzinho não faz muito barulho, apesar de exalar um cheiro extremamente desagradável!

Por que meu cachorro “peidou”?

Existem diversos motivos pelos quais o seu cãozinho está sofrendo com os gases. É por isso que você deve se atentar aos fatores como:

  • Raça: Existem raças específicas de cães que possuem uma maior tendência a acumular gases, e consequentemente, maior chance de soltar puns.

  • A alimentação: Você dá couve-flor, feijão ou repolho para seu cachorro? Esses alimentos favorecem os peidinhos do seu bichinho.

  • A forma como é alimentado: Já percebeu a forma como o seu cachorro faz as refeições? Se ele come muito rápido, é normal um maior fluxo de ar, que favorece o acúmulo de gases.

  • Problemas de saúde: Espero que esse não seja o motivo! De qualquer forma, existem diversas complicações na saúde do seu animalzinho que podem estar causando o problema com gases.

Sendo assim, se o seu cachorro está apresentando um padrão de muitos peidos, é importante avaliar como está sendo a alimentação dele. Não dê sobras e outros restos de sua comida para ele, isso pode ser um dos causadores dos gases.

Leia também:  Porque os cachorros comem grama? Cães comendo grama faz bem?

Outro problema que pode estar incomodando seu cachorrinho é a rotina de alimentação. Você oferece muita comida para o cachorro, de uma vez só? Uma solução é fornecer porções menores de ração ao longo do dia, para evitar que ele coma muito rápido.

Na digestão de seu cachorro, os gases representam uma baixa eficiência. Sendo assim, muitos peidinhos podem representar algum problema digestivo, que afeta a digestão dos alimentos de maneira eficaz.

Desta maneira, busque comprar alimentos de melhor qualidade e leve seu cachorro para passear, por exemplo. O exercício físico nos animaizinhos ajuda a liberação desses gases, e ainda melhora a digestão do seu pet!

Problemas Gastrointestinais e raças “fedorentas”

Se você tomou as atitudes que listamos e ainda assim seu cachorrinho continua soltando aromas deselegantes, é interessante avaliar se isso vem acompanhado com outros sintomas.

Vômitos, diarréias e refluxos constantes podem ser sinais de um problema um pouco maior. Sendo assim, é importante levá-lo no veterinário com urgência se você notar esses sintomas por muitos dias, de forma persistente.

Além disso, parasitas e inflamações intestinais podem estar fazendo o seu querido amigo eliminar esses tão frequentes puns. Mesmo que neste caso não exista vômito ou outros sintomas, é interessante levá-lo a um veterinário para resolver qualquer problema que possa estar causando isso.

Não se preocupe, no entanto se os puns não forem tão frequentes e se o cheiro não for muito forte. Algumas raças de cachorro simplesmente têm uma tendência maior à eliminação de gases através dos peidinhos.

Exemplos de raças que podem ter maior flatulência são:

  • Boxer

  • Golden Retriever

  • Pug

  • Pit Bull

  • Beagle

Leia também:  Doença de Cachorro - Verminose Intestinal

O seu cachorro pertence a alguma dessas raças? Se sim, os peidinhos podem não representar nenhum problema em específico. Além disso, é normal que, assim como nós, os pets apresentem peidinhos esporádicos.

A única coisa que deve ter a sua atenção é se a todo tempo houverem peidos, com cheiros fortes e acompanhados de vômitos. Isso, porque em alguns casos o seu animalzinho pode estar sofrendo de algo mais grave.

No mais, deixe seu cachorrinho liberar os gases dele! Assim como você, ele tem necessidades e isso não necessariamente representa nenhum problema. Concorda comigo? Comente o que achou!

Por Camila Lacerda

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *