Na Coreia do Sul, um grupo de pet shops decidiu oferecer o serviço de aluguel de cachorros a população. O interessado pode alugar o cão por períodos que variam entre algumas horas até meses, de acordo com a disponibilidade da pessoa.

Estima-se que 10% da população do país seja solteira e more sozinha, fazendo com que muitas delas sejam solitárias. Com o serviço, elas podem se sentir menos sozinhas e podem até adotar definitivamente o cachorro. Aqui no Brasil já existe algo parecido, porém, com cães de guarda, que são alugados para proteger casas e empresas.

Tanto aqui quanto no país asiático, o projeto causa polêmica e já é mal visto por algumas sociedades que defendem os direitos dos animais. Segundo eles, os animais podem não se adaptar as condições, comprometendo o desenvolvimento psicológico, pois são fiéis por natureza. Já os cães de guarda podem ficar em lugares sozinhos, sem carinho ou alimentação adequada. O que representa uma condição de maus tratos.

Em contrapartida, há quem defenda o aluguel de cães, devido a grande quantidade de animais abandonados nas ruas. Além disso, talvez seja melhor para esses animais terem diversos donos do que nenhum.

Por Robson Quirino de Moraes





CONTINUE NAVEGANDO: