Atualmente, para se obter maior entrosamento entre dono e cão, surge-se atividades para entrelaçar ainda mais essa relação.  A mais nova  surgiu nos EUA chamada Agility, ela testa a capacidade de obediência e inteligência do cão, além da interatividade com o dono. Além de outra que testa exclusivamente a obediência canina: o Schutzhund.

Com estas e tantas outras atividades existentes, todos beneficiam-se: os cães, que exercitam-se mais, convivem mais  tempo  com seu dono e com outros cães; e os donos que aumentam sua influência sobre o cão e enfatizam sua dominância sobre ele.

O interesse sobre estas atividades não é pequeno, há um número alto de interessados em inscrever-se e participar das mesmas. Isso revela que o alto índice de cães bem treinados e obedientes tende a aumentar cada vez mais.


Os cachorros latem para poder se comunicar. Algumas vezes exageram, incomodando vizinhos e até mesmo a todos de casa. Uma dica infalível é borrifar discretamente água bem no focinho dele toda vez que estiver nesses exageros de latidos, assim irá se assustar com o movimento que foi realizado e com a água que o acertou. Com isso ele ficara treinado e atento a cada vez que latir.

Outra saída é colocar algumas moedas em uma latinha, e cada vez que começar com a histeria, chacoalhe fortemente a lata, sem que ele veja. O barulho vai incomoda-lo tanto que cada vez que latir, ele vai achar que irá acontecer novamente. Com isso a tendência de ficar latindo exageradamente irá diminuir cada vez mais.


Os cães são selecionados desde filhotes para trabalhar na corporação. Necessitam ser curiosos, dóceis e brincalhões para estarem aptos a trabalhar com o corpo de bombeiros, então quando feita a seleção dos filhotes são realizadas avaliações para verificar se possuem tais características.

Os treinos são diários e visam aguçar sua inteligencia e sentidos. As raças mais utilizadas são os labradores e pastores belgas de malinois, por possuírem facilidade em seu trato e serem muito dedicados. Após selecionados , ganham seu próprio treinador que o acompanha-rá até sua aposentadoria. Nos primeiros dois anos o cão é treinado para obedecer comandos básicos e a procurar pessoas, entre um ano e meio de idade e dois anos estará apto a executar suas funções.

O ‘cão-bombeiro’ é aposentado quando atinge os 8 anos de idade – curiosidade: equivalente a 48 anos do homem – e normalmente é doado para o treinador que o acompanhou em toda sua jornada.


Amigo do homem? Não, mais que isso, o cão vem sendo um companheiro para ele. E consequentemente adquirindo várias funções: cães guia, cães policiais e principalmente cães guarda de nossas residências.

Aqui relacionamos sete dicas para você adestrar seu cão. Para isso não é preciso você ser um adestrador profissional, apenas treiná-lo já é o bastante para ter uma convivência tranqüila e em harmonia com seu melhor amigo.

Dicas:

  1. Fazer as necessidades no local correto: Use com seu cachorro o método da recompensa: quando ele fizer no lugar certo, dê uma guloseima para ele. Se o comportamento correto for seguido de uma recompensa ou reforço ficará mais fácil para ele repeti-lo.
  2. Ensinar a NÃO CAVAR em seu jardim: Cães só cavam quando sentem-se sozinhos. Apresentam em seu instinto a necessidade da matilha. Sentindo-se solitários, precisam passar o tempo. Então tente passar mais tempo com ele, brincar, dar carinho, passear.
  3. Repetição: Repetição é essencial para ensinar seu cachorro a obedecer a um comando. Para garantir que ele gravou após uma série de repetições, teste sem as ´´guloseimas´´. Teste isso três vezes seguidas para garantir que ele realmente absorveu ao comando.
  4. Comunicação: Você deverá ensinar seu cão a realizar ao comando ou a fazer algo correto. Assim como corrigi-lo quando fizer errado. Sendo consistente quando estiver emitindo um comando ou ensinando um comportamento específico.
  5. Quando adestrá-lo? Quanto antes começar, melhor será o resultado. Procure começar quando ele ainda for filhote. Mas isso não significa que cães adultos não possam aprender novos comportamentos e truques.
  6. Mostre quem é o líder: Ensine ao seu cão que você é quem o lidera. Demonstre sempre que ele lhe deve submissão. No adestramento nunca deixe que interrompa uma tarefa que está realizando, ele deverá saber com firmeza que deverá seguir o que você quer que ele faça.
  7. Mastigar a coisa certa: O desenvolvimento natural dos filhotes faz com que eles queiram mastigar tudo o que encontram pela frente. Portanto, recomenda-se ossos de couro comprados facilmente em lojas de animais.

Pronto! Desta maneira você fez um ótimo trabalho, além de melhorar a convivência e obediência do seu cão!





CONTINUE NAVEGANDO: